(65) 3644-2809

contato@sindifrigo.com.br

R I, 105 - EDIF ELDORADO HILL,

Alvorada - Cuiabá, MT

Frigoríficos de Mato Grosso têm 40% de ociosidade

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Por Jornal O Estado

Por Priscila Um levantamento feito pelo Sindifrigo mostra que o médio-norte do estado é a região com maior capacidade ociosa de frigoríficos, chegando a 64%. A área abrange 16 municípios e conta com um rebanho bovino de quase 840 mil cabeças, sendo três frigoríficos atuantes. Juntas, essas instalações abatem quase 160 mil cabeças, o que totalizaria 447,5 mil abates ao ano.

A menor ociosidade dos frigoríficos está no nordeste de Mato Grosso, com 37,5%. São 22 municípios que somam um rebanho de 4,6 milhões de cabeças. Na região há cinco frigoríficos que têm um abate real de quase 540 mil cabeças por ano. No entanto, as instalações poderiam abater mais 324,5 mil, somando quase 864 abates/ano. Conforme o diretor do Sindifrigo, a ociosidade das plantas frigoríficas no Estado é de 40%.

” A maioria das empresas trabalhou com prejuízo. A ociosidade representa 40% da capacidade. Isso eleva o custo de produção, tem um reflexo na cadeia. Existe região com ociosidade maior e menor, mas essa (40%) é média”.

A ociosidade nas plantas é consequência da perda de credibilidade do setor após a operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal em 2017. “Tivemos alguns percalços no mercado, como a Operação Carne Fraca. O setor sofreu uma crise de imagem, gerou perda da credibilidade internacional dos frigoríficos e afetou as empresas”.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.